maio
15
2022

CEARÁ – ECLIPSE TOTAL: Neste domingo teremos LUA DE SANGUE “triplamente especial”

Um belo e raro fenômeno enfeitará o céu entre a noite deste domingo (15), a partir das 23h27, e o início da madrugada de segunda-feira (16). Será uma Lua de Sangue “triplamente especial para o Brasil”, afirmou a astrônoma Josina Nascimento, do Observatório Nacional. A melhor notícia é que o evento celeste será bem visível de todas as partes do Brasil.

O evento durará pouco mais de três horas, encerrando-se às 2h55. “Mas o ponto máximo, quando a Lua estará completamente coberta pela sombra da Terra será exatamente à 1h11, no horário de Brasília”, disse Josina.

“A grande vantagem desse eclipse, que chamo de triplo total, é que, além de ser um eclipse total da lua, será totalmente visível em todo o Brasil, de Norte a Sul; de Leste a Oeste. O Brasil inteiro verá o eclipse do início ao fim, em todas suas fases, na sequência penumbral, parcial, total, e depois retornando à parcial e à penumbral”, explicou Josina.

“Outra vantagem é que a Lua estará bem alta no céu, longe do horizonte, bem fácil de ser vista. Agora é torcer para que o tempo fique bom e não atrapalhe o espetáculo”, acrescentou.

Segundo Josina, o próximo eclipse desse tipo, em que todas as etapas podem ser apreciadas de qualquer região, só ocorrerá em junho de 2029, entre os dias 25 e 26. “Até lá, teremos vários eclipses parciais”, tranquilizou a astrônoma.

ENTENDA

Junto da superlua, a Lua de sangue talvez seja uma das mais mencionadas, mas o que ela significa? Trata-se, na verdade, de um eclipse lunar total, sem nenhum significado astronômico importante. O nome é uma referência à vista impressionante que ela pode oferecer no céu noturno, geralmente com uma nova coloração avermelhada.

Além disso, a Lua de sangue sempre será uma Lua cheia, já que é apenas nessa fase em que um eclipse pode acontecer. Normalmente, a Lua cheia não tem eclipse porque a órbita lunar acontece em um plano ligeiramente diferente do trajeto da Terra em relação ao Sol, mas às vezes os planos coincidem e o planeta passa entre a Lua e o Sol, bloqueando os raios solares e escurecendo a superfície lunar.

Se a Terra bloquear parcialmente o Sol, apenas parte da Lua mergulhará na sombra do nosso planeta, resultando em um eclipse parcial. Durante um eclipse total, entretanto, a Lua está totalmente escurecida pela Terra, mas há um porém: um pouco de luz solar “vaza” pelas bordas do disco do planeta, projetando alguma iluminação na superfície da Lua. No processo, as ondas de luz são esticadas, por isso parecem vermelhas.

A intensidade do vermelho em uma Lua de sangue vai depender da poluição, nuvens e detritos na atmosfera terrestre. Se um eclipse total acontecer logo após uma erupção vulcânica, as partículas na atmosfera farão a Lua de sangue parecer mais escura do que o normal. (Fonte: canalthec)

(Com Portal GCMais)

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, sob o Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalho atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, onde apresento o Programa HORA DA NOTÍCIA - no horário de 11hs ás 13 horas. Nas tardes da Paraíso FM levo alegria de descontração no Programa FORRONEJO de 15hs ás 17 horas. Se ligue com a gente e venha curtir o melhor da informação e do entretenimento musical.

Deixe um comentário