jun
8
2021

BRASIL – Opinião: Bolsonaro e o relatório que o TCU diz não existir

O presidente Jair Bolsonaro fez declaração de extrema gravidade ontem. Afirmou que, segundo relatório Tribunal de Contas da União (TCU), em torno da metade das mortes atribuídas à Covid-19 não foram por Covid-19. Seria um escândalo, mas o TCU disse que não tem relatório que aponte nada disso. Aliás, eu não sabia nem que o TCU auditava causa mortis.

Se fosse verdade, seria desmoralizante para o país que Bolsonaro governa. Porque ninguém imagine que tal manipulação, em 27 unidades da federação, passando por mais de cinco mil municípios, poderia ser feita sem colaboração de enorme número de pessoas e sem participação dos profissionais de saúde. Bolsonaro jamais teria o direito de, na posição que ocupa, dizer algo assim sem estar muito bem fundamentado. Sem ter bases muito sólidas. Não é algo que possa cair na vala do talvez. Precisava trazer o relatório, colocar em suas redes, apresentar a numeração. O mandato que Bolsonaro recebeu não lhe dá o direito de ser irresponsável. A fábula que disse de manhã não se sustentou até de tarde.

Não é a primeira vez. Ano passado, ele afirmou, sem ninguém perguntar, que a eleição dele próprio foi fraudada. Disse que mostraria provas. Meses depois, apareceu com uma tese estapafúrdia e sem pé nem cabeça. Bolsonaro fala do jeito que governa: sem fundamentos ou embasamento.

A autoestima do bolsonarismo é qualquer coisa. A pandemia atinge o mundo, mas acreditam que os efeitos no Brasil são resultado de uma conspiração contra o bonitão.

Depois que o TCU negou a existência do relatório que Bolsonaro divulgou, muita gente nas redes sociais foi inquirir o tribunal e saber se ele tinha certeza. Sim, gente que sabe mais dos relatórios do TCU do que o próprio. Dos mesmos criadores de: “Ensinando a Nasa a ler imagens de satélite”, “Ensinando aos alemães e ao Museu do Holocausto sobre Nazismo” e “O papa é cristofóbico.”

Veja uma reportagem da TV Record:

Por Érico Firmo/O POVO.

 

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, sob o Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalho atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, onde apresento o Programa HORA DA NOTÍCIA - no horário de 11hs ás 13 horas. Nas tardes da Paraíso FM levo alegria de descontração no Programa FORRONEJO de 15hs ás 17 horas. Se ligue com a gente e venha curtir o melhor da informação e do entretenimento musical.

Deixe um comentário