mar
15
2021

SOBRAL – REAÇÃO: Após críticas de Ivo Gomes, Clero de Sobral fala em “injustiças, perseguições e calúnias” contra bispo e Santa Casa

Membros do Clero de Sobral divulgaram uma nota neste sábado, 13, em defesa da Diocese do município e da Santa Casa de Misericórdia. As instituições foram alvo de críticas do prefeito Ivo Gomes (PDT), após o gestor ser acusado pelo deputado federal Capitão Wagner (Pros), no início desta semana, de criar “leitos fantasmas” e não destinar o montante de R$ 4,3 milhões enviadas pelo Governo Federal para a saúde da cidade.

Confira a denuncia feita pelo Deputado.

Na última quarta feira, 10, o prefeito sobralense acusou o bispo José Vasconcelos, da Igreja Católica de Sobral, de envolvimento em “bandalheiras” na Santa Casa. Além disso, Ivo denunciou suposta ligação do religioso com Capitão Wagner, pois seria um “bolsonarista” com “conluio com o que há de pior na política cearense”. As palavras foram inseridas em publicação nas redes sociais. Confira:

Na última quarta feira, 10, o prefeito sobralense acusou o bispo José Vasconcelos, da Igreja Católica de Sobral, de envolvimento em “bandalheiras” na Santa Casa. Além disso, Ivo denunciou suposta ligação do religioso com Capitão Wagner, pois seria um “bolsonarista” com “conluio com o que há de pior na política cearense”. As palavras foram inseridas em publicação nas redes sociais. Confira:

Neste sábado, nove padres assinaram uma nota em resposta à polêmica. Apesar de não fazer menção direta a Ivo Ivo, a mensagem é clara: “Não obstante as incompreensões, injustiças, perseguições e calúnias, estamos unidos e firmes no propósito de continuar cumprindo destemidamente a nossa missão: servir a Deus, servir a Sua Igreja e servir o Seu povo. Uma história séria como a nossa, precisa ser tratada com respeito e seriedade!”, afirma o documento.

No texto, os párocos da Diocese alegam considerar “providencial” a vinda de Dom Vasconcelos para Sobral, destacando sua atuação na Santa Casa. “A ele a nossa admiração e respeito pela a maneira incansável com que tem, desde o início do seu pastoreio, “vestido a camisa” da Santa Casa de Misericórdia de Sobral, participando regularmente das reuniões do seu Conselho Gestor”, afirmam.

A reportagem tentou contato com Dom Vasconcelos e com o diretor-geral da Santa Casa de Misericórdia de Sobral, Klebson Carvalho, mas não obteve retorno.

Leia nota na íntegra: 

A Diocese de Sobral, criada no dia 10 de novembro de 1915, tem uma longa folha de serviços prestados à população da Zona Norte do Estado do Ceará, seja no âmbito religioso, seja no campo da educação, da cultura, da saúde e da assistência social.

O modo como a Diocese tem exercido a sua missão e a coragem com que tem abraçado e enfrentado os desafios a ela inerentes demonstram claramente a seriedade dessa instituição e revela a sua importância para Sobral e toda a região norte deste Estado. Tal importância e grandeza se devem antes de tudo à ação do Espírito Santo, que é a alma da Igreja, a sua força, a sua inspiração e sua luz.

Impelidos pelo Espírito, os sete bispos da Diocese de Sobral, desde Dom José Tupinambá da Frota até Dom José Luís Gomes de Vasconcelos têm sido agentes de grandes realizações e transformações, contribuições inestimáveis para o desenvolvimento da cidade de Sobral com reflexo em toda a região. Vêm do Espírito de Deus a iluminação, a força e a criatividade que impulsionaram estes servos vocacionados e abnegados a entregarem suas vidas pela construção do Reino de Deus.

Analisando a atual conjuntura, consideramos providencial a vinda de Dom Vasconcelos para Sobral. Como tem sido frutuoso o seu ministério! Seu zelo apostólico, solicitude pastoral e coragem profética já lhe garantem um lugar de destaque na rica e dinâmica história desta querida e amada Diocese. A ele a nossa admiração e respeito pela a maneira incansável com que tem, desde o início do seu pastoreio, “vestido a camisa” da Santa Casa de Misericórdia de Sobral, participando regularmente das reuniões do seu Conselho Gestor, acompanhando de perto a implementação das mudanças e melhorias que se fizeram necessárias, movido não só pelo zelo para com este legado de Dom José, mas, sobretudo, pelo desejo de manter sempre de portas abertas este importante equipamento de saúde para acolher com solicitude os mais carentes de Sobral e de toda a região.

Não temos dúvida, a Santa Casa é um milagre que se repete todos os dias na vida de muitas famílias. Muitas vezes incompreendida, maltratada, perseguida e caluniada, sempre teve como carisma e vocação maior salvar vidas, graças ao empenho quotidiano dos seus gestores, médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, demais profissionais da saúde e funcionários de todos os setores.
Como padres da Diocese de Sobral, nos sentimos honrados por fazermos parte dessa
história tão bonita e tão fecunda da nossa Igreja particular. É com este sentimento e reconhecimento que nos unimos a Dom Vasconcelos, nosso bispo diocesano, para expressar nossa solidariedade e reforçar a comunhão que nos une.

Conosco está cada uma das nossas paróquias, cada uma das nossas comunidades, grupos, pastorais, movimentos e todas as famílias cristãs de nossa Diocese, visto que “somos um só corpo em Cristo, e cada um de nós é membro um do outro” (Rm 12,5), de modo que quando “um membro sofre, todos os membros sofrem com ele” (1Cor 12,26). Não obstante as incompreensões, injustiças, perseguições e calúnias, estamos unidos e firmes no propósito de continuar cumprindo destemidamente a nossa missão: servir a Deus, servir a Sua Igreja e servir o Seu povo. Uma história séria como a nossa, precisa ser tratada com respeito e seriedade!

Sobral-CE, 13 de março de 2021.

Pelo Clero:
Pe. Agnaldo Temóteo da Silveira (Vigário Geral)
Pe. João Paulo Aguiar Bezerra (Chanceler da Cúria)
Pe. Raimundo Nonato Leonardo Bastos (Ecônomo da Diocese)
Pe. Edinardo Gomes de Oliveira (Coordenador Diocesano de Evangelização)
Pe. José Edmilson Eugênio do Nascimento (Representante do Clero)
Pe. Gonçalo de Pinho Gomes (Vigário episcopal para as Vocações e os Religiosos)
Pe. Raimundo Nonato Timbó de Paiva (Vigário episcopal da Região Acaraú)
Pe. Emanuel Franklin Leitão Júnior (Vigário episcopal da Região Araras)
Pe. Fábio Soares Duarte (Vigário episcopal da Região Coreaú)

Fonte: O POVO.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, sob o Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalho atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, onde apresento o Programa HORA DA NOTÍCIA - no horário de 11hs ás 13 horas. Nas tardes da Paraíso FM levo alegria de descontração no Programa FORRONEJO de 15hs ás 17 horas. Se ligue com a gente e venha curtir o melhor da informação e do entretenimento musical.

Deixe um comentário