ago
27
2020

CEARÁ – PARTICIPE: Hemoce incentiva doação de sangue voluntária

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), da rede pública da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), do Governo do Estado, implantou a política de captação de doadores. O protocolo visa reforçar a importância da doação de sangue voluntária e altruísta. O serviço de captação de doadores do hemocentro desenvolve, de forma permanente, ações para incentivar e sensibilizar a população, como campanhas de conscientização e treinamento para os profissionais de saúde.

A política de captação de doadores do Hemoce traz orientações a doadores, familiares de pacientes que precisam de transfusão e profissionais de saúde sobre a doação de sangue, ato cuja principal motivação é salvar vidas.

“Décadas atrás, os doadores eram remunerados ou parentes de algum paciente realizavam a doação por motivação pessoal. Hoje, alguns serviços solicitam a família do paciente para trazer doadores, acrescentando um peso a mais para família. Isso não é recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pois não permite uma estabilidade do estoque”, explica a diretora-geral do Hemoce, Luciana Carlos.

As doações realizadas no Hemoce ficam no estoque para atender qualquer paciente que esteja precisando de transfusão no Estado. Doadora regular de sangue há três anos, a recepcionista Karolina Gomes, 24, conta que sente-se satisfeita por poder ajudar outras pessoas.

“Doar sangue é desejar o bem sem olhar a quem, é um ato de coração. Não importa para quem eu vou doar, o importante é ajudar outras pessoas que necessitam de solidariedade. Gosto de doar sangue voluntariamente, porque, quando a gente doa, ajuda o próximo. É um bem que a gente faz para si mesmo ajudando o outro, mesmo sem saber quem é”.

Luciana Carlos relembra, ainda, que as doações foram fundamentais durante a pandemia de coronavírus.

“No período, as cirurgias eletivas foram suspensas e as transfusões diminuíram. Então, as pessoas não se internavam para transfundir. Se a gente tivesse doadores baseado apenas em amigos de quem vai receber sangue, a gente tinha ficado sem doador. As doações diminuíram, mas a gente não ficou sem estoque porque 90% das doações que acontecem no Hemoce são voluntárias”, finaliza.

Nos últimos cinco anos, o Ceará registrou, anualmente, mais de 100 mil doações voluntárias, garantindo o atendimento em mais de 480 serviços de saúde. Além de garantir o atendimento transfusional de todos os pacientes do SUS no estado. Isso acontece em virtude das doações voluntárias que acontecem em toda hemorrede do Ceará.

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário