abr
15
2020

CEARÁ – 137 profissionais de Saúde da Sesa foram afastados pela Covid-19.

Profissionais da Saúde que atuam diretamente no trabalho com pacientes diagnosticados com a Covid-19 são, cada vez mais, vítimas da doença. Já há registro de, pelo menos, quatro óbitos de profissionais. Além disso, dados obtidos pelo Sistema Verdes Mares junto à Secretária da Saúde do Ceará (Sesa) contabilizam o afastamento de 137 trabalhadores com confirmação ou suspeita da doença. Do total, 28 tiveram exames positivos. Médicos, dentistas, enfermeiros e técnicos ou auxiliares em enfermagem são os mais atingidos pelo vírus. Há, ainda, 109 casos em investigação. Na lista estão assistentes sociais, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, farmacêuticos, técnicos de laboratórios e técnicos de radiologia.

De acordo com levantamento solicitado à Sesa, realizado com dados da Secretaria Executiva de Planejamento e Gestão Interna, o órgão aponta que oito técnicos/auxiliares/assistentes de enfermagem, cinco médicos, um dentista, um atendente de consultório dentário, um técnico de laboratório, três enfermeiros e nove profissionais ligados a outras atividades da Saúde foram confirmados com Covid-19. Os dados foram coletados pela Pasta estadual de Saúde na segunda-feira (13).

Mortes

Desde o início de abril, de forma mais grave, quatro óbitos de profissionais ligados à Saúde (por Covid-19) já foram noticiados. Durante coletiva pela internet, nesta terça-feira (14), o próprio secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, falou de duas mortes.

Um maqueiro de 51 anos de idade, que trabalhava como prestador de serviços no Instituto Dr. José Frota (IJF), morreu na manhã da segunda-feira (13) por complicações respiratórias causadas pela Covid-19. O óbito foi confirmado pelo Hospital. O homem, que teve a identidade preservada, passou oito dias internado na Unidade Especial do IJF 2.

Em nota, o IJF declarou que a direção “segue prestando assistência à família e aos demais servidores”. Já a empresa contratante, Fortal Empreendimentos, informou que o funcionário recebeu todos os EPIs necessários “para o efetivo exercício laboral”. Destacou, ainda, que atende às normas da Medicina e Segurança do Trabalho, e citou o óbito como uma “fatalidade advinda da pandemia que assola a população mundial”.

Outro caso, com divulgação do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-CE), nesta terça-feira (14), foi o de uma técnica de enfermagem ligada à rede estadual de Saúde. Ela estava internada no Hospital São José e faleceu em decorrência de complicações ocasionadas pela Covid-19.

Diário do Nordeste. 

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário