abr
22
2019

CEARÁ – ORGANIZADAS? Com pedras, paus, fogos e até tiros, grupos de torcedores duelaram nas ruas antes do clássico Ceará x Fortaleza

Diversas avenidas de Fortaleza se transformaram em “praças” de guerra na tarde do Domingo de Páscoa (21). Grupos de torcedores do Ceará Sporting Club e do Fortaleza Esporte Clube voltaram a se enfrentar com paus, pedras, fogos e até armas de fogo.

Um dos embates aconteceu na Avenida Perimetral, nas proximidades da Lagoa do Jangurussu. Cerca de 300 torcedores de uma organizada do Fortaleza atacaram outro grupo de torcedores do Ceará oriundo do Jangurussu e do Conjunto João Paulo II. O resultado do confronto foram vários feridos, além do clima de medo entre transeuntes e moradores da área.

Já na Avenida João Pessoa, próximo ao bairro Porangabuçu, um ônibus que transportava torcedores do Fortaleza em direção à Arena Castelão foi apedrejado por torcedores do Ceará. A confusão só acabou com a chegada de viaturas da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e da Polícia Militar do Ceará (PCE).

Mas uma vez, o clássico do futebol cearense se transformou em duelo de baderneiros nas ruas da Capital e mais uma vez a Polícia Militar se mostrou incapaz de conter os confrontos que se espalham por várias comunidades e bairros da cidade na ida dos torcedores à Arena.

Já no Castelão, a separação das torcidas foi garantida pelas tropas dos batalhões de Eventos e de Choque, sem que houvesse incidentes.

Nas ruas, no entanto, os confrontos voltaram a acontecer antes e após a partida.

(Blog do Fernando Ribeiro)

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário