ago
13
2018

BRASIL – É prá acreditar? Ciro emite vídeo explicando como vai tirar mais de 63 milhões do SPC-SERASA.

O presidenciável Ciro Gomes(PDT) está com uma proposta “ousada” de ajudar a pagar as contas dos “Caloteiros de plantão” Brasil a fora. Segundo Ciro, existem mais de 63 milhões de brasileiros com o “nome sujo no SPC-SERASA” e que Ele, se eleito for, vai zerar “essa conta”. Dá prá acreditar?

Mesmo no vídeo em que explica como resolver a situação, não fica nada claro de como será essa mágica. Ele fala não em ZERAR, mas REDUZIR os valores dos “juros aplicados sobre as contas devedoras”. Ciro diz que o seu governo vai negociar diretamente com as empresas para reduzir os “juros” sobre o valor devedor e que vai abrir uma “linha de crédito” nos Bancos Estatais(Caixa, BB, Nordeste, etc…) para financiar as dividas com um “juro” ainda mais reduzido. Ou seja, o cara vai pedir dinheiro emprestado ao Banco para pagar uma “dívida” de uma empresa. Na real, o cara continuará endividado, mas agora com o Banco.

Nessa “jogada política” tenho a impressão que Ciro não vai decolar. O brasileiro, mesmo os “caloteiros”, querem algo mais como garantia de sua sobrevivência. O fator emprego, que seria uma saída para os mais de 13 milhões de desempregados e a grande maioria destes, estão com o nome sujo no SPC-SERASA, resolverem as suas dívidas, todos os candidatos, estão propondo fazer a mesma coisa, ou seja, gerar empregos e rendas. Nisso Ciro se iguala a todos.

Veja o vídeo e faça as suas conclusões:

Depois do DEBATE da BAND, essa proposta de Ciro Gomes, invadiu as redes sociais e muita gente tirou sua “casquinha”. 

Fonte: Sobral Agora.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário