jan
22
2018

BRASIL – IBOPE: Pesquisa mostra que a presença de “Flanelinhas” atrapalham as vendas nos comércios.

A pesquisa IBOPE foi realizada em várias cidades do nordeste.

A presença de moradores de rua e flanelinhas influenciam de forma negativa na decisão de não frequentar um centro comercial para 41% e 38% dos nordestinos, respectivamente. O levantamento é parte da pesquisa sobre os Impactos da Mobilidade Urbana no Varejo na região Nordeste realizada pelo Ibope por encomenda do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

A pesquisa, apoiada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) ouviu 375 consumidores das nove capitais do Nordeste. A margem de erro é de, no máximo, 0,01 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%.

Segurança é a principal barreira para compras em lojas de rua, de acordo com 50% dos entrevistados. A pesquisa levantou quais são as experiências de compras que definem a escolha de cada tipo de comércio.

Em Sobral

Embora exista um Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal de autoria do ex-vereador Chico Jóia, exigindo que seja feito um cadastramento dos flanelinhas que atuam no centro de Sobral, nada ainda foi feito nesse sentido. A prefeitura tem várias justificativas para isso.

O Povo Online

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário