jun
14
2014

CEARÁ – Quase 400 casos de dengue confirmados nesta semana, aponta Sesa.

a boa mosquito

A Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa) confirmou 381 novos casos de dengue nesta semana. Com o novo registro, o numero de casos confirmados noCeará passou de 4.355 para 4.736, conforme informações do relatório da secretaria.

Em 2014 foram registrados 17.138 casos suspeitos de dengue no Ceará , o que corresponde a uma redução de 53% dos casos no Estado para o mesmo período. Foram notificados 153 casos graves, destes foram registrados 26 óbitos.

Os municípios com maior incidência de casos, acima de 300 por 100.000 habitante, são: Araripe, Alto Santo, Brejo Santo, Campo Sales, Pereiro, Tauá, Umari com incidência acima de 300 por 100.000 hab.

Ao todo, foram 113 casos de Dengue com Sinais de Alarme (DCSA) e 10 casos de Dengue Grave (DG), com 26 óbitos registrados, conforme boletim epidemiológico. Também houve redução nos óbitos em comparação ao mesmo período de 2013, dessa vez de 80%.

Segundo a Sesa, dos casos graves confirmados, a capital contribuiu com 60% dos casos DCSA, e o interior com 60% dos DG. O público com maior incidência de casos de dengue ainda está na faixa etária de 20 a 29 anos (21,4% do total dos casos confirmados).

Região Metropolitana
Na Região Metropolitana de Fortaleza , 89 casos de dengue foram confirmados na última semana do mês de maio. Dos 15 municípios da RMF, destacam-se Fortaleza com 205 casos da doença, Eusébio, com 18, Caucaia e Maranguape, ambos com 4.

Na Capital, apresentam maior incidência de casos, desde o início do ano, os bairros da Regional IV, que já soma 417 casos. Desses, bairro Mondubim possui a maior incidência de casos, seguido do Bom jardim, com 120 e 85 casos, respectivamente.

Sintomas
Os principais sintomas de dengue são: dor abdominal intensa e contínua, ou dor à palpação do abdômen; vômitos persistentes; acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, pericárdico); sangramento de mucosas ou outra hemorragia e queda abrupta das plaquetas.

No caso de dengue grave, o paciente deve ficar alerta para os sintomas de: extremidades frias e tempo de enchimento capilar igual ou maior à três segundos, pulso débil ou indetectável, acumulação de líquidos com insuficiência respiratória e sangramento grave.

Caso apresente os sintomas suspeitos, o paciente deve procurar o posto de saúde mais próximo.

Redação O POVO Online com informações da Sesa

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário