out
1
2021

BRASIL – Viagem do Vice presidente Mourão que tratou de crise da “Igreja Universal” em Angola custou R$ 616 mil em diárias

O governo Bolsonaro gastou R$ 616,3 mil apenas nas diárias da viagem do vice-presidente Hamilton Mourão à Angola em julho deste ano. A comitiva da Vice-Presidência da República contou com nove pessoas, que foram acompanhadas de servidores de outros três ministérios.

As informações sobre a viagem foram requeridas pelo deputado federal Marcelo Freixo ao Ministério das Relações Exteriores. O Itamaraty respondeu ao requerimento do parlamentar na última terça-feira (28/9).

Mourão e mais 30 servidores foram a Luanda, capital da Angola, para a XIII Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Durante o período no país africano, o vice-presidente aproveitou, a pedido de Bolsonaro, para tratar da crise sobre a atuação da Igreja Universal do Reino de Deus na Angola.

No documento enviado a Freixo, o MRE diz que, nos últimos quatro meses, mais de 90 brasileiros foram deportados do país africano por fazerem parte da igreja de Edir Macedo e que ao encontrar com o presidente da Angola, João Lourenço, Mourão “suscitou o tema”.

A comitiva da Vice-Presidência da República voou para Luanda de aviões da FAB, enquanto os outros 21 servidores do Ministério das Relações Exteriores e de outras secretarias do governo foram de voos particulares, que custaram R$ 609.159,00 aos cofres públicos.

Fonte: Coluna do Guilherme Amado/Metropoles.com

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, sob o Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalho atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, onde apresento o Programa HORA DA NOTÍCIA - no horário de 11hs ás 13 horas. Nas tardes da Paraíso FM levo alegria de descontração no Programa FORRONEJO de 15hs ás 17 horas. Se ligue com a gente e venha curtir o melhor da informação e do entretenimento musical.

Deixe um comentário