out
11
2021

BRASIL – BOMBA!! Pastor “Malafeita”, digo, Malafaia, diz que vai denunciar dois MINISTROS de Bolsonaro. “Será um verdadeiro arrasa quarteirão”, escreveu no Twitter.

pastor Silas Malafaia afirmou, neste domingo (10/10), que dois ministros de Estado da gestão Jair Bolsonaro (sem partido) perderam a “condição moral” de continuar nos cargos. Em publicação no Twitter, o líder religioso disse que divulgará o nome na segunda-feira (11/10).

Malafaia chamou as autoridades de “inescrupulosas” e prometeu que a divulgação será um “verdadeiro arrasa quarteirão”.

“Gravíssimo! Atenção, povo brasileiro. Dois ministros de Bolsonaro perderam a condição moral de continuarem como ministros. Amanhã vou postar um vídeo denunciando esses inescrupulosos. Será um verdadeiro arrasa quarteirão”, escreveu.

Sabatina de André Mendonça

O pastor já vinha utilizando as redes sociais para criticar outras autoridades. Na sexta-feira (8/10), Malafaia publicou um vídeo em que acusa o ministro Ciro Nogueira, da Casa Civil, de indicar nomes de seu interesse pessoal à vaga disponível no Supremo Tribunal Federal (STF).

O nome cotado para o cargo é o de André Mendonça, ex-ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), indicado por Bolsonaro ao posto. O magistrado aguarda sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal para aprovação na Corte.

André Mendonça é pastor evangélico e tem as bênçãos de Malafaia para assumir o cargo de Ministro do STF. O Congresso nacional tem recusado em fazer a “sabatina” com Mendonça.

Fonte: Metrópoles.

 

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, sob o Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalho atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, onde apresento o Programa HORA DA NOTÍCIA - no horário de 11hs ás 13 horas. Nas tardes da Paraíso FM levo alegria de descontração no Programa FORRONEJO de 15hs ás 17 horas. Se ligue com a gente e venha curtir o melhor da informação e do entretenimento musical.

Deixe um comentário