ago
27
2020

CEARÁ – Homens se agridem em fila de agência da Caixa por causa da venda de senhas em Juazeiro do Norte.

 

Duas pessoas se desentenderam e causaram tumulto em uma fila da Caixa Econômica Federal, na manhã de quinta-feira (27), em Juazeiro do Norte, município localizado a 495 km de Fortaleza. A briga, de acordo com testemunhas, foi por causa da comercialização de senhas na fila de espera para sacar o auxílio emergencial do Governo Federal.

Em um vídeo gravado por um cliente na área externa do banco, é possível identificar dois homens se agredindo fisicamente com socos e empurrões. Outros clientes presentes no momento, tiveram dificuldade para separá-los.

Uma testemunha que ficou na fila e presenciou o desentendimento disse ao Sistema Verdes Mares que o motivo da confusão é ocasionado por causa da venda de senhas. Ainda segundo a testemunha, muitas pessoas chegam ainda no dia anterior e dormem no local para tentar atendimento. E existem outras pessoas que permanecem na fila só para comercializar as senhas por R$ 50.

“É um descaso com a população do Juazeiro do Norte. O gerente da Caixa Econômica só entrega 80 senhas e tem gente que dorme aqui no dia anterior. As senhas são vendidas por R$ 50. Ontem [quarta-feira] vocês da reportagem mostraram que a Caixa diz que todo mundo é atendido, mas isso não é verdade”, disse.

Aumento do quantitativo de vigilantes

A Caixa informou por meio de nota que realiza ”ações sistêmicas para melhorar o atendimento nas agências e oferecer um serviço de qualidade aos beneficiários”. Entre elas, destacamos a implementação de calendários escalonados de saque do Auxílio e do FGTS Emergencial e a abertura de agências aos sábados (700 no dia 29 de julho, 770 no dia 6 de agosto e mais 770 no último sábado – 22).

Segundo a Caixa, no caso das agências de Juazeiro do Norte, a Caixa aumentou o quantitativo de vigilantes e recepcionistas para agilizar o atendimento, além de iniciar a triagem qualificada a partir das 6h30 da manhã e ainda conta com o apoio do Município na organização das filas e estrutura para recepcionar a população da região.

SOBRAL

A vendas de SENHAS em Sobral também ocorrem, sem que as autoridades policiais e a Guarda Civil Municipal tome qualquer atitude. As vendas variam de 150,00 até 50,00  o valor cobrado por lugares na fila da Caixa Econômica Federal.

Tem gente que passa a noite toda na fila do banco, expondo-se ao perigo, para garantir uma ficha no dia seguinte, e quando chega, já tem mais de vinte “papelões e bancos de plásticos” na sua frente. São as vagas sem “guardadas” para serem vendidas no dia seguinte. Uma vergonhA.

*Com informações Diário do Nordeste.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário