jan
16
2020

CEARÁ -SAP diz que advogada agredida não estava grávida.

A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), informou nesta quarta-feira (15), que a advogada Elisângela Maria Mororó, mentiu ao dizer que estava grávida quando foi agredida por outra detenta, dentro do Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa, em Aquiraz, Região Metropolitana.

De acordo com a SAP, Elisângela Mororó não apresentou nenhum exame informando que estava grávida quando foi presa e no dia em que ela foi agredida dentro do presídio ela foi atendida em um hospital particular e nos exames ficou confirmado que ela não estava grávida.

Hoje a interna suspeita de ter agredido Elisângela Mororó, disse em depoimento a polícia, que a advogada pediu para ser agredida e em troca Elisângela conseguiria o pedido de transferência da mulher para um hospital mental, onde ela trataria os surtos e a epilepsia.

Fonte: CNEWS

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário