jan
31
2020

CEARÁ – Agricultor é indiciado por estuprar filha e duas enteadas no Ceará.

Um agricultor foi indiciado pela Polícia Civil do Ceará sob acusação de estuprar as enteadas e a filha no Ceará. A mãe das vítimas relatou que a violência contra as três jovens aconteceram nos municípios de Pentecoste, e Maranguape. O suspeito responde ao processo em liberdade.

Conforme a agricultora, os estupros sofridos pelas filhas foram descobertos em 2018, quando uma das vítimas, a mais velha, relatou para o namorado que sofria abuso há três anos em Pentecoste. “Quando ela arranjou um namoradinho, meu ex-companheiro começou a ameaçar ela, dizendo que se ela não deixasse ele terminar o serviço, tirar a virgindade dela, ele ia acabar com o namoro deles. Foi então que, desesperada, sem aguentar mais, ela resolveu contar para o namorado”, disse.

O namorado pediu à adolescente para que o caso fosse informado à família dela. “Ela não quis contar para mim, mas ao falar para o namorado, ele trouxe ela até os meus familiares. Aí eles me chamaram para contar. Eu fui com ele [abusador], mas ele negou”, afirmou.

Ainda conforme a mãe de uma das vítimas, o suspeito confessou após ser questionado várias vezes. “Em casa, ele continuou negando e negando até que, em uma hora ele não suportou mais e confessou. Ele confessou tudo. Disse que tinha feito mesmo, que abusou da minha filha. Foi um choque para mim. Eu passei passei mal e chamei os irmãos dele para tirar ele dentro da minha casa, porque eu já não estava mais aguentando olhar para a cara dele”, continuou.

Estupros continuaram

Um ano depois de descobrir os abusos sofridos pela primogênita, o criminoso voltou a estuprar familiares, dessa vez na cidade de Maranguape.

“A minha filha foi passar um final de semana com a avó e ele estava lá. A mãe dele deixou a minha menina dormir com ele. Quando ela chegou em casa, numa segunda-feira, ao banhá-la, ela chorou, pedindo para eu não passar a mão no corpo dela onde estava doendo.”

Além do sofrimento pela descoberta dos abusos sofridos pelas três filhas, a agricultora afirmou ter que lidar com ameaças da família do suspeito e a descrença dos moradores da região.

“A mãe e a irmã dele me ameaçaram. Minha ex-sogra passa a mão na cabeça dele. Mesmo ele tendo confessado a ela que havia abusado de uma das minhas filhas, ela insiste em dizer que ele é inocente. Ela me disse que se ele for preso, eu e as minhas filhas iremos pagar muito caro”, relata.

Inquérito policial

De acordo com a Polícia Civil, dois inquéritos policiais sobre os casos de estupro de vulnerável foram concluídos e enviados à Justiça do Estado do Ceará, nos quais o suspeito foi indiciado pelos crimes. Em relação às ameaças, a Corporação informou que investiga a denúncia, mas salienta a necessidade da vítima retornar à Delegacia “para representar criminalmente contra o suspeito, já que se trata de um crime passível da representação por parte da pessoa que o noticia à Polícia Civil.”

Fonte: G1.CE

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário