out
21
2019

CEARÁ – Marido confessa ter matado modelo estrangulada com cinto de segurança.

O marido da modelo Maria Lucilene da Silva Monteiroencontrada morta no último sábado (19), confessou ter estrangulado a companheira até a morte com o cinto de segurança do carro do casal. Francisco Hélio Batista e um amigo, que ajudou a ocultar o corpo, estão presos na Delegacia de Capturas.

A família de Maria Lucilene chegou a registrar na quarta-feira (16) um Boletim de Ocorrência informando o desaparecimento da vítima na Delegacia de Defesa da Mulher, em Fortaleza. O corpo dela foi encontrado cinco dias depois do desaparecimento na terça-feira (15)  no loteamento Novo Aquiraz, na Grande Fortaleza.

“Em depoimento ele confessou o crime. Disse que a matou em um excesso de raiva, de ciúmes, após um telefonema. Ele narra os detalhes, diz que a matou estrangulada com o cinto de segurança. E que teria ocultado o corpo com a ajuda de um amigo”, conta a delegada da 12° Delegacia do DHPP, Arlete Silveira.

Na manhã de sábado (19), o corpo da modelo Maria Lucilene da Silva Monteiro, 38 anos, foi encontrado com sinais de estrangulamento. Ela estava desaparecida desde a última terça-feira (15), quando foi vista na companhia do marido,no bairro Serrinha, na Capital. O corpo foi deixado pelos assassinos nas margens da rodovia estadual CE-040, no Município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Diário do Nordeste.

 

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, sob o Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalho atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, onde apresento o Programa HORA DA NOTÍCIA - no horário de 11hs ás 13 horas. Nas tardes da Paraíso FM levo alegria de descontração no Programa FORRONEJO de 15hs ás 17 horas. Se ligue com a gente e venha curtir o melhor da informação e do entretenimento musical.

Deixe um comentário