abr
28
2019

CEARÁ – VIOLÊNCIA: 59 mulheres já foram assassinadas no Ceará. A média chega a 15 homicídios por mês.

Subiu para 59 o número de mulheres assassinadas no Ceará em quatro meses de 2019. Um dos últimos caso registrado no estado, aconteceu na zona rural do Município de Alto Santo, na Região do Vale do Jaguaribe (a 247Km de Fortaleza).

O crime de morte ocorreu na localidade de Sítio Tibolo, na zona rural, onde uma mulher identificada por Romerinda Bezerra Rodrigues, 31 anos, foi assassinada a golpes de faca. Segundo a Polícia, Romerinda tinha antecedentes criminais por homicídio doloso. Informações ainda não confirmadas pelas autoridades revelam que ela teria participado do assassinato do ex-marido juntamente com um irmão.

Outra

Em Banabuiú, no Sertão Central (a 194Km de Fortaleza), a Polícia Civil investiga o assassinato de uma mulher identificada como Juliana Xavier de Lima, 32 anos. O crime de homicídio ocorreu no bairro Creche. A mulher foi atingida por vários tiros. Segundo a família de Juliana, ela havia chegado, recentemente, de São Paulo. Os parentes não informaram se ela vinha sofrendo ameaças ou se tinha envolvimento com delitos.

Balanço

Cinquenta e nove mulheres foram assassinadas no Ceará neste ano, sendo 13 casos em janeiro, 17 em fevereiro, 11 em março e 18 em abril, contado até o dia 23 do mês em curso.

Somados os 112 dias do ano(Até 23/04), a média chega a aproximadamente 2 mulheres assassinadas por dia no Ceará(1,89). No mês, fica em torno de 15 mulheres/mês(14,75). A maioria dos crimes tem haver com envolvimento com facções e drogas.

Fonte: Jornalista Fernando Ribeiro.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário