jun
11
2012

Agora vai!! Servidores de universidades federais também entram em greve.

Servidores das universidades federais entraram nesta segunda-feira (11) em greve por tempo indeterminado, segundo anunciou a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores Técnico-administrativos das Universidades Brasileiras (Fasubra). Os técnicos administrativos se unem aos professores que estão em greve em 51 instituições federais de ensino superior desde o dia 17 de maio.

As principais reivindicações dos trabalhadores são o aumento do piso salarial em 22,8% e a correção das pendências da carreira desde 2007. O piso atual é de R$ 1.034. Os servidores fizeram uma greve de quase quatro meses no ano passado, mas não houve negociação com o governo e a paralisação foi encerrada. O Ministério da Educação afirmou que não vai se pronunciar sobre a paralisação.

De acordo com Gentil Melo, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Universidade Federal do Sergipe (Sintufs), a greve foi a melhor opção encontrada pelos servidores para chamar a atenção do Governo Federal para as reivindicações feitas pela categoria. “Nossos representantes, juntamente com a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores Técnico-administrativos das Universidades Brasileiras, tiveram mais de 50 reuniões com o Governo Federal, sem avanço nas negociações. Depois de muito protelar, demos o prazo até 30 de maio para que eles apresentassem uma proposta, mas não recebemos nada. Por isso, os técnicos administrativos da UFS e de todo o Brasil decidiram entrar em greve hoje”, afirmou.

(G1)

Fonte: Sobral Agora.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário