set
19
2018

CEARÁ – Eleições 2018: PSDB quer cassação de Camilo e Cid Gomes.

O candidato ao Governo do Estado pelo PSDB, General Theophilo, entrou com representação contra chapa de Camilo Santana, Izolda Cela e Cid Gomes, com base na delação de Wesley Batista, da JBS. O texto da acusação diz que Camilo Santana e o então governador Cid Gomes conseguiram ocultar da Justiça Eleitoral a maneira ilícita como conseguiram os recursos declarados na prestação de contas da campanha de 2014.

“Esse ‘êxito’ (de supostas manobras financeiras ilegais), porém, não pode converter-se em ‘direito adquirido’ à impunidade”, defende ação de autoria de Maia Filho, advogado do PSDB, que representa o candidato tucano.

A delação de Batista se refere à campanha de 2014, mas a delação só foi feita em maio de 2017. Segundo Maia Filho, o único momento em que a Justiça Eleitoral recebe denúncias é quando os alvos tornam-se candidatos, motivo pelo qual a ação só foi realizada agora.

Segundo a delação, entre junho e outubro de 2014, o Governo do Ceará liberou nove pagamentos para empresas do grupo JBS, que totalizavam R$ 111,6 milhões. Isso porque Cid Gomes teria visitado Batista em sua casa, solicitando R$ 20 milhões para a campanha de Santana. Ouviu, entretanto, que o repasse era impedido por dívida de R$ 110,4 milhões em restituição de ICMS que tinha o Estado com as empresas dos irmãos Batista. Duas semanas depois, o empresário disse ter sido procurado por Antonio Balhmann e Arialdo Pinho. Os dois ofereciam a liberação integral dos créditos do ICMS em troca dos R$ 20 milhões.

Questionado sobre a incapacidade de delações, por si, constituírem prova, ele sustentou que os repasses estão documentados no site da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e na prestação de contas no site do TRE-CE, que guardam compatibilidade com o relatado por Batista .

Na avaliação do advogado, se for feita análise isenta da lei eleitoral, “em qualquer lugar do mundo” os citados estariam fora destas eleições. Segundo Filho, inclusive, a expectativa da coligação PSDB/Pros é esta.

Abordado pelo O POVO durante carreata no bairro Conjunto Ceará na tarde de ontem, Theophilo afirmou não não querer comentar a ação, porque o assunto é para ser tratado com o jurídico do partido. Justificou ainda que suas atenções estão voltadas unicamente para a campanha.

A assessoria do candidato à reeleição Camilo limitou-se a afirmar que trata-se de “uma ação completamente infundada, com objetivo de gerar notícia”.

Já advogado do governador, André Costa, afirmou que, no momento, não se manifestará sobre a questão, já que não foram notificados. As chamadas feitas ao telefone de Cid Gomes não foram atendidas.

(O POVO – Carlos Holanda/Foto – Alex Gomes)

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário

Anuncie aqui!

Faculdades Uninta

Faculdades Uninta

Image and video hosting by TinyPic

Curta nossa página

Veja posts mais antigos

Fale conosco

Hora certa

A voz de Sobral em Brasília

Deputado Federal Moses Rodrigues

Parceiros do Blog

Tel: (88) 3611-4536

MAIS DE 20 ANOS DE SUCESSO

Rua cel. Ernesto Deocleciano, 660 - centro - Sobral - ceará

Fone: (88)3613-2127



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Forronejo na Fm Paraíso