dez
10
2017

BRASIL – LUTO: Morreu aos 98 anos a atriz Eva Todor, no Rio.

A atriz Eva Todor morreu na manhã deste domingo (10), aos 98 anos,em casa, no Rio de Janeiro, devido a uma pneumonia. A atriz era viúva e não deixa filhos. O velório está marcado para esta segunda (11), das 9h às 11h, no Teatro Municipal do Rio. De lá, a cerimônia continuará no Memorial do Carmo, até às 16h.

No começo do ano, a atriz já havia sido internada, no Rio, pelo mesmo motivo.

Ela sofria de Mal de Parkinson e Alzheimer, além de problemas cardíacos, e estava afastada das televisão desde 2012. Seu último trabalho foi na novela “Salve Jorge”, da Globo, mas desde 2010 vinha fazendo apenas participações especiais.

Nascida em Budapeste, em 1919, a atriz Eva Todor veio para o Brasil ainda menina, fugindo, ao lado da família, da Europa após a Primeira Guerra Mundial. No Brasil, se dedicou primeiro ao balé, dança que já praticava na Hungria, antes de atuar. Aos nove anos já havia se apresentado em espetáculos de dança no Theatro Municipal de São Paulo.

Passou primeiro pelo teatro e depois começou carreira no cinema, tendo estreado em “Os Dois Ladrões” (1960), onde atuou ao lado de Oscarito. No ano seguinte, foi contratada pela TV Tupi. Em seguida, assinou com a Globo, onde esteve em diversas novelas e minisséries.

Foi escalada para participar de “Roque Santeiro” (na versão de 1975) e esteve “Sétimo Sentido”, “Partido Alto” “Hilda Furacão”, Top Model”, “Suave Veneno” e “O Cravo e a Rosa”, entre outras obras.

Sua estreia na TV, na prática, aconteceu ao dar vida a Kiki Blanche, em “Locomotivas” (1977), primeira novela colorida da faixa das 19h. “Ela era a dona de um cabeleireiro e tinha sido vedete. Eu entrei, agradou. E nunca mais saí”, disse a atriz em depoimento ao site “Memória Globo”, em 2009, sobre seu início de carreira, que completou 80 anos.

Na TV, sua especialidade era o chamado “gênero Eva”, um humor fino, que virou sua marca registrada.

Entre suas condecorações, em 1969, conquistou o Prêmio Molière, de melhor atriz, por ter atuado na peça “De Olho na Amélia”, de Georges Feydeau.

Eva teve dois casamentos. Primeiro foi com o diretor de teatro Luis Iglesias, com quem ficou durante 26 anos. Depois com o engenheiro e empresário Paulo Nolding. O casamento durou 28 anos, até a morte dele. Quando ficou viúva pela segunda vez, decidiu se dedicar apenas à TV. “Depois que meu segundo marido morreu, eu fiquei muito desorientada. E a Globo, muito atenta, me chamou para fazer Top Model, para eu não ficar muito aflita”, lembrou ao “Memória Globo”.

De acordo com o Ministério da Cultura, ela se naturalizou brasileira, a convite de Getúlio Vargas. Na década de 1940, o então presidente a assistiu em uma peça, no Rio, ficou encantado e, no camarim, perguntou à atriz se ela queria ser naturalizada, o que ocorreu logo depois.

Fonte: Folha de São Paulo.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 20 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente nas Rádios Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e na Rádio Coqueiros FM -95,3 Mhz, no Programa HORA DA NOTÍCIA. Participo do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá AM de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário

Anuncie aqui!

Faculdades Uninta

Faculdades Uninta

Image and video hosting by TinyPic

Curta nossa página

Veja posts mais antigos

Fale conosco

Hora certa

A voz de Sobral em Brasília

Deputado Federal Moses Rodrigues

Parceiros do Blog

Tel: (88) 3611-4536

MAIS DE 20 ANOS DE SUCESSO

Rua cel. Ernesto Deocleciano, 660 - centro - Sobral - ceará

Fone: (88)3613-2127



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Nosso Acessos

Contador de visitas y estadísticas

Forronejo na Fm Paraíso