out
8
2017

BRASIL – OPINIÃO| Murillo de Aragão: Segunda denúncia de Janot contra Temer perde força

Da Coluna do cientista político Murillo de Aragão – Diário do poder.

Três episódios estão enfraquecendo, e muito, a denúncia do ex-procurador geral da República Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer. E, em consequência, aumentando as chances de que ela seja rejeitada pela Câmara dos Deputados. E, por tabela, ameaçando tanto o acordo de leniência da JBS como a validade das provas que embasaram as duas denúncias de Janot.

A primeira questão refere-se aos novos diálogos gravados entre Joesley Batista e Ricardo Saud, agora revelados, em que ambos desvendam, um pouco mais, as manobras para implicar Temer a mando da Procuradoria Geral da República. A conversa – publicada na revista “Veja” neste fim de semana – mostra que os procuradores ficaram decepcionados com a gravação do diálogo entre Joesley e Temer e queriam mais evidências. As novas revelações jogam mais suspeitas sobre como o processo foi conduzido.

A segunda questão está na entrevista dada pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha à revista “Época”, em que afirma que a ausência de evidências que comprometessem o presidente Michel Temer impediu que ele fechasse um acordo de delação premiada com a Procuradoria. Ou seja, sem fatos que implicassem Temer depois que ele assumiu a Presidência da República, não haveria interesse no acordo. Parece que Janot não queria apurar fatos. Queria, simplesmente, derrubar o presidente. Com ou sem razão.

O terceiro episódio está para acontecer e pode ampliar, sobremaneira, os problemas do ex-procurador geral. O procurador Angelo Vilela, que ficou preso por mais de 70 dias sem ser ouvido (no melhor estilo dos regimes autoritários), vai depor na CPMI da JBS nesta semana e parece disposto a dar detalhes que podem constranger, ainda mais, Rodrigo Janot. Basta revelar um pouco do que sabe a respeito das tratativas para a montagem da trama que resultou na gravação do presidente.

Em consequência, fica reforçada a percepção do mundo político de que Rodrigo Janot agiu de forma deliberada e intencional para criar condições que pudessem incriminar Temer. Portanto, sem fatos novos, como revelações adicionais, a segunda denúncia caminha para o arquivo.

Mas o governo, que esperava encerrar o assunto o mais rápido possível, deve consumir boa parte do mês de outubro com o tema na agenda da Câmara. O Planalto esperava votar a denúncia em plenário antes do feriado do dia 12. Muito provavelmente, no entanto, a votação ficará para a semana do dia 23. Nesta semana, o presidente Temer e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria Geral da República, Moreira Franco, apresentam suas defesas na Comissão de Constituição e Justiça. Após a apresentação, o relator, deputado Bonifácio Andrada (PSDB-MG), terá cinco sessões para ler seu parecer.

Considerando que a defesa possa ser apresentada na quarta-feira (4), o relator teria até a quarta seguinte (11) para ler o parecer. Com pedido de vista, a votação ficaria para a semana do dia 16. Em geral, a comissão se reúne às terças-feiras. Os debates devem demorar.

Todos os 66 membros e seus respectivos suplentes poderão falar por até 15 minutos. Outros 40 deputados não membros da comissão (20 favoráveis à denúncia e 20 contrários) também terão direito à fala por até dez minutos. Ou seja, a votação na CCJ pode ser concluída no dia 18 de outubro.

Depois, o parecer da comissão será lido no plenário da Câmara na quinta (19). Com isso, poderá ser incluído na pauta de votações. Como dificilmente haverá quórum numa sexta-feira para votar a matéria, o mais provável é que a votação ocorra na semana seguinte. Ou seja, no dia 24.10.

Fonte: Diário do Poder.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 20 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente nas Rádios Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e na Rádio Coqueiros FM -95,3 Mhz, no Programa HORA DA NOTÍCIA. Participo do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá AM de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário

Faculdades Inta

Faculdades Uninta

Image and video hosting by TinyPic

Curta nossa página

Veja posts mais antigos

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Fale conosco

Hora certa

A voz de Sobral em Brasília

Deputado Federal Moses Rodrigues

Parceiros do Blog

Tel: (88) 3611-4536

MAIS DE 20 ANOS DE SUCESSO

Rua cel. Ernesto Deocleciano, 660 - centro - Sobral - ceará

Fone: (88)3613-2127



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Nosso Acessos

Contador de visitas y estadísticas

Forronejo na Fm Paraíso