maio
16
2017

CEARÁ – OPERAÇÃO BULLISH: Empresa JBS financiou a eleição de 44% dos deputados federais e estaduais do Ceará em 2014.

presidente da JBS, Joesley Batista, suspeito de fugir para os Estados Unidos após o vazamento que poderia ser preso na Operação Bullish, deflagradas na última sexta-feira (12) pela Lava Jato, promete retornar ao Brasil na próxima semana.

Como teme também a prisão, Joesley Batista terá que revelar o propinoduto que ele montou para financiar campanhas do PT e de seus aliados no Brasil. Foram milhões desviados em corrupção que foram parar nas contas de partidos e políticos.

No Ceará, a JBS financiou a campanha de 30 deputados federais e estaduais. Isso representa 44.1% da bancada cearense financiado por uma empresa que desviou o dinheiro do povo brasileiro. Com o respaldo dessa suposta propina, a JBS elegeu 10 dos 22 deputados federais e 20 dos 46 deputados estaduais.

Quem mais se beneficiou com as doações suspeitas da JBS foram os deputados federais: Antônio Balhman – R$ 1.4 milhão, Gorete Pereira– R$ 700 mil e Ronaldo Martins – R$ 500 mil.

Na Assembleia, os irmãos Batista, donos da JBS, foram generosos com a campanha do hoje prefeito de Sobral, Ivo Gomes, doando R$333 mil.

Fonte: Ceará News7.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 20 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente nas Rádios Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e na Rádio Coqueiros FM -95,3 Mhz, no Programa HORA DA NOTÍCIA. Participo do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá AM de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário