set
29
2018

BRASIL – Eleições 2018: Manifestantes protestam contra Bolsonaro, que deixou hospital.

Imagem do Largo do Batata – SP.

Milhares de mulheres comparecem às ruas em várias capitais brasileiras para se manifestar contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), repudiado cada vez mais pelo público feminino por causa de suas posições misóginas. Os atos deste sábado (29) ocorrem em várias capitais e também em países como Portugal, Itália, Argentina, Alemanha e França. A deputada federal Benedita da Silva (PT-DF) afirmou que se trata de “um dia histórico em defesa da democracia e das liberdades individuais contra o racismo, o machismo e a intolerância”.

A vice na chapa presidencial do PT, Manuela D’Ávila (PCdoB) também criticou o candidato. “Defendemos o 13 e os direitos dos trabalhadores. Elenâo.  Gritamos Fora Temer. EleNão. Defendemos que as mulheres, negros, indígenas, LGBT’s tenham dignidade. EleNão”, afirmou.

O presidenciável do PSL já proferiu declarações, como “eu tenho 5 filhos. Foram 4 homens, a quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher”. A declaração foi concedida em palestra na Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril do ano passado.

Em 2014, o deputado federal disse que não estupraria a colega Maria do Rosário (PT-RS) porque ela não merecia. “Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar, porque não merece”, afirmou o congressista, após a parlamentar defender vítimas da Ditadura Militar (1964-1985).

A mobilização inicial foi marcada pelo movimento Mulheres Unidas Contra Bolsonaro e depois se espalhou por várias capitais brasileiras. No último dia 19, movimento divulgou um vídeo dizendo que “não sabe respeitar uma criança. Ele não sabe respeitar uma mulher. Ele não respeitar as diferenças e tudo tem que ser do jeito que ele quer”.

Outra declaração repudia pelas mulheres, que representam mais de 50% do público feminino, veio do general Hamilton Mourão (PRTB), vice de Bolsonaro. O militar disse o narcotráfico recruta jovens de famílias pobres “sem avô e pai, mas com avó e mãe”. “A partir do momento em que a família é dissociada, surgem os problemas sociais. Atacam eminentemente nas áreas carentes, onde não há pai e avô, mas sim mãe e avó. Por isso, é uma fábrica de elementos desajustados que tendem a ingressar nessas narco-quadrilhas”, afirmou.

Fonte: Brasil 247

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário

Anuncie aqui!

Faculdades Uninta

Faculdades Uninta

Image and video hosting by TinyPic

Curta nossa página

Veja posts mais antigos

Fale conosco

Hora certa

A voz de Sobral em Brasília

Deputado Federal Moses Rodrigues

Parceiros do Blog

Tel: (88) 3611-4536

MAIS DE 20 ANOS DE SUCESSO

Rua cel. Ernesto Deocleciano, 660 - centro - Sobral - ceará

Fone: (88)3613-2127



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Forronejo na Fm Paraíso