jul
6
2018

SOBRAL – CONFUSÃO: Em “reunião sobre Segurança Pública no Jordão”, Padre Assis Neto é chamado de “palhaço” por pré-candidata.

Uma confusão danada aconteceu na Reunião sobre “SEGURANÇA PÚBLICA” no distrito de Jordão/Sobral. Soube que os organizadores levaram os pré-candidatos Lia Ferreira Gomes e o Deputado Federal Leonidas Cristino(PDT). Muitos dos presentes ficaram sem entender a presença dos pré-candidatos na reunião. Segundo informação de alguns moradores daquela comunidade, o “negócio” tinha uma ideia de politicagem. A informação que tive foi que aconteceu um pequeno “desentimento” entre o Vigário Padre Assis Neto e a pré-candidata Lia Gomes, que chegou a chamar o Padre de “Palhaço”. A discussão chegou a envolver moradores, que pediram para a pré-candidata respeitar o “padre”.

Padre Assis Neto fez um discurso cobrando as “promessas de 2017” e leu um documento eleborado pelo mesmo sobre reivindicações para aquela pobre comunidade. Veja abaixo o documento lido para a comunidade e as “autoridades'” presentes.

 

EXCIA. SR CORONEL ASSIS(e sua Equipe)
EXCIA. SR CORONEL GILVANDRO
EXCIAs. SRS. VEREADORES
EXCIAs. REPRESENTANTES DAS INSTUIÇÕES LOCAIS: ESCOLAS, SINDICATOS E ASSOCIAÇÕES.
ESTIMADO E AMADO POVO DA SERRA DO ROSÁRIO

SAUDAÇÕES E MEU ABRAÇO FRATERNO!

Sinto-me profundamente entusiasmado, sem omitir também a preocupação com a realização deste encontro, onde nós – o povo da Serra do Rosário – deseja ser ouvido e que suas reivindicações (tão velhas e pertinentes) sejam atendidas por àqueles que assumiram os cargos públicos em nosso nome. Esse não é o primeiro! Outros momentos, neste mesmo espaço, já foram realizados com a presença de diferentes autoridades do poder executivo, legislativo e não ficando de fora, o judiciário. Confesso que o retorno desses encontros são poucos e que não podemos tampar o sol com a peneira. Não estou sendo pessimista! Vamos olhar a realidade de nossa Serra, que tem como comunidade mais “desenvolvida” o distrito de Jordão. Espero que não seja mais UM! Que as decisões aqui tomadas não sejam executadas em “loooooooongo” prazo. Nossa demanda é “pra ontem”.

Quantos anos temos de distrito? Respondo: Mais de 80! É lamentável olhar para a nossa realidade e vê os poucos avanços que são visíveis na comunidade. Encontramos obras inacabadas a anos e outras prometidas a eternidades. Conheço muitos distritos de cidades inferiores ao porte de Sobral e que encontramos estruturas bem maiores do que as nossas. Concluo que falta de verba não seja! Porque um município com um orçamento de milhões e milhões deveria dá um destaque maior aos distritos. Pasmem! O montante é bem volumoso! As cifras são grandes!

Olhemos os dados de 2017:

A Prefeitura Municipal de Sobral divulgou no Impresso Oficial do Município Nº 810, a Lei Nº 1531, de 04 de novembro de 2016, cujo objetivo era fixar o orçamento do município para o ano de 2017. O valor não ficou por menos do que R$ 575 milhões de reais. O ano em exercício (2018) certamente não ficou por baixo.
No próprio site da Prefeitura encontramos uma publicação datada de 18 de abril deste, que o executivo protocolou na manhã da sexta-feira (13/04), na Câmara Municipal, o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2019. A receita estimada para Sobral para o próximo ano (2019) é de R$ 727 milhões. Continua a nota: “Foram consideradas as ações que estão sendo tomadas para incremento do Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), referente ao recadastramento dos imóveis e nova planta de valores, e Imposto Sobre Serviços (ISS) de qualquer natureza e de um novo sistema de arrecadação.
Não achando pouco, o chefe do executivo fica fazendo o “comercial” de um empréstimo de 50 milhões de dólares junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina. Convertidos em moeda nacional, vai mais de 200 milhões de reais, além dos juros e garantias. Isso não será a fundo perdido! Nós contribuintes pagaremos a conta! Espere e verás!
Sabemos que Educação gera mudanças. Nossa cidade é noticia nos grandes jornais e no mundo com o reconhecimento no nível da aprendizagem de nossas crianças. Agora é lamentável com tanto sucesso na educação se vê as mazelas na área da segurança. Vocês senhores não pensam nisso? Eu questiono!
Não preciso ser Jesus para adivinhar o que se passa agora no intimo dos senhores! Não me espanta se entre nós alguém estiver pensando: o que a nossa reunião sobre SEGURANÇA tem a vê com diretrizes orçamentária? Com empréstimos a bancos estrangeiros? TUDO A VÊ! A má aplicação dos recursos gera toda uma desestrutura, inclusive na segurança. Hoje estamos sentindo na própria pele o descaso com a segurança em todas as esferas. O bom uso dos recursos públicos sem as “maracutaias” do poder faria uma enorme mudança. Não estou dizendo que a gestão atual não venha se esforçando, cá entre nós, anda longe de ser a ideal.
Voltemos ao tema Segurança e ao Jordão! Ano passado a Cidade de Sobral recebeu, se não me falhe a memória, uns 200 homens para ajudar na segurança, e com eles mais novas viaturas (os Dansters). Via-se nas publicações de vereadores e acessores que o Jordão (a serra como um todo) iria receber um destacamento policial. EU FIQUEI MUITO FELIZ! Até rezei na Missa porque iríamos poder respirar um pouco mais de calma. Veio corajosos homens (meus parabéns a eles) dirigindo uma sucateada viatura. Qualquer carro 1.0 ofereceria mais segurança para os mesmos.
Desde a minha chegada, em janeiro de 2017, que escuto as lamúrias da população, não só aqui na sede, como também em nossas comunidades (mais de 18, sem contar os pequenos sítios), dos roubos de motos, furtos em comércios, residências ( a própria casa paroquial foi por duas vezes), assassinatos e muitos outros.
Como diz o ditado “a alegria de pobre dura pouco”, não demorou muito tempo, os policiais destacados para a serra começaram a não mais permanecer na sede para os atendimentos com maior agilidade. Dou total razão a eles. Eu não ficaria num ambiente, que nem posso chamar de posto policial, pela berrante precariedade e na beira de um açude carregado de esgoto, um viveiro de muriçocas e outros vetores. Não se joga policiais em qualquer lugar. Se cria condições! Nos últimos meses os roubos e outras situações cresceram assustadoramente. Não tem como um grupo de policiais vindo de Sobral ou Jaibaras atender uma ocorrência a tempo aqui na serra, antes dos mesmos chegarem, eles estão longe. A serra tem saída para todos os lados.
Hoje o uso de drogas acontece em plena luz do dia, basta passar pela Praça da Matriz, de manhã, meio dia e a noite. O calçadão da parede do açude também. As comunidades como São Francisco e Baracho já estão também no mapa da droga. A um mês atrás a Praça por trás da Matriz e de frente a casa paroquial era um “breu” total. Precisei fazer um desabafo na minha pagina facebook pessoal e pedindo a um e a outro, como se fosse um favor. O poder público tem é a OBRIGAÇÃO de fazer. Pagamos impostos e merecemos o que é nosso por direito. Precisei mandar até mensagem para o Secretário David Bastos com fotos (via watzap). Foi solícito no recebimento da mensagem enviada.
Hoje você passa nas ruas de Sobral, cada praça ou espaço de maior concentração de pessoas, vemos 3 ou 4 guardas. Quando aperta o cerco na sede, para onde vão os meliantes? Param de roubar? Ficam dentro de casa? Nada disso! Vão em busca de outros recantos onde estão desguarnecidos. Os distritos são os primeiros a serem escolhidos. E com a falta de um policiamento ostensivo… eles fazem a festa!
Olhem no rosto dessas pessoas. Alguns aqui tem tudo isso na ponta da língua. Não falam por quê? Respondo: MEDO!. Medo da perseguição de um coronelismo vigente! A perseguição política aqui na serra é grande senhores. Se em apenas 1 ano e 5 meses já percebi a briga política que existe aqui na serra, imagem vocês que moram a décadas. Pelo amor de Deus. Cresçamos! Aprendamos a fazer política e não política partidarista! Quantas pessoas já me procuraram para falar dos sofrimentos e perseguições. “Boca calada é melhor! Não fale nada! Você foi colocado por fulano, seu parente pode perder o emprego sonrrizal, que só dura de campanha à campanha”. Isso e muito mais eu escuto! As pessoas tem esperança na Igreja. Ela tem a sua dimensão profética, sua missão social. É por isso que muitos “homens públicos” não aceitam a posição da Igreja. E não vamos muito longe né senhores!. Isso é triste! Não esqueças amigo que todo mandato publico não é do candidato. Ele é diplomado e exerce um mandato dado pelo povo. O mandato é do povo! Nunca esqueçamos isso! O povo dá… o povo toma!
Assim sendo, pedimos a construção urgente de um posto policial digno. Terreno da prefeitura tem muito. Aquele ao lado da quadra esportiva seria o ideal. Que nos seja enviado um destacamento de policiais! Nossa população de quase 10 mil habitantes merece ou não? Merece o não? Aproveitem mandem uma das 20 novas viaturas 0km. Não precisamos de sucata. Ofereçam dignidade na permanência dos mesmos. Eles merecem respeito. Vamos deixar de ser homens de projetos e mais projetos em papel e vamos partir para a ação! Jordão já esperou de mais! Infelizmente as pessoas se vedem muito rapidamente. Vamos combater esta chaga no campo das idéias.
Termino com uma mensagem de um dos maiores cearenses da história: Dom Helder Câmara. Foi perseguido pelo poder militar, teve muitos de seus padres assassinados na causa dos mais sofridos. A porta de sua casa fuzilada várias vezes. Com sua influência usou as tribunas fora do país para denunciar as mazelas do nosso Brasil. Ele dizia: “Quando eu faço uma campanha de alimentos, roupas e brinquedos, todos batem palmas (fazendo referência aos políticos) e dizem – esse bispo é cabra macho, ajudando os pobres – e até mandam caminhões cheios de donativos – até retirados das próprias prefeituras. Mais quando eu pergunto o por quê de tanta miséria, violência, desemprego eu já sou visto com outros olhos. Começam a me chamar de subversivo, que eu quero aparecer, que a Igreja não deve se meter, vocês padres cuidem de rezar que da política cuidamos nós. Isso não vai longe! O atual gestor deste município me mandou um recado semelhante, que eu não me metesse na política. Eu o respondi a altura. Somos seres políticos e a Igreja não deixará de fazer o seu papel, doa a quem doer. Já dizia minha saudosa avó “Quem não pode com o pote não pega na rudia”!
Faço esse pedido em nome de todos aqueles que não se sentem representados ou que não tem voz e vez. Que sejamos respeitados e que nossos benefícios não sejam mendigados! Esperamos ansiosamente a resposta desse nosso pedido!
Obrigado pela paciência, eu precisava, em nome desse povo sofrido, dizer o que sentimos!
A esperança não morre!

Pe. Francisco de Assis Neto – Vigário da Paróquia do Jordão/Sobral.

(Texto extraído do Facebook do Padre Assis Neto.)

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 20 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente nas Rádios Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e na Rádio Coqueiros FM -95,3 Mhz, no Programa HORA DA NOTÍCIA. Participo do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá AM de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário

Anuncie aqui!

Faculdades Uninta

Faculdades Uninta

Image and video hosting by TinyPic

Curta nossa página

Veja posts mais antigos

julho 2018
S T Q Q S S D
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Fale conosco

Hora certa

A voz de Sobral em Brasília

Deputado Federal Moses Rodrigues

Parceiros do Blog

Tel: (88) 3611-4536

MAIS DE 20 ANOS DE SUCESSO

Rua cel. Ernesto Deocleciano, 660 - centro - Sobral - ceará

Fone: (88)3613-2127



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Nosso Acessos

Contador de visitas y estadísticas

Forronejo na Fm Paraíso