jul
11
2018

CEARÁ – DECISÃO: TJ-CE condena ex-prefeito de Quixeré e sua esposa por “improbidade administrativa”.

A 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) condenou o ex-prefeito de Quixeré, Raimundo Nonato Guimarães Maia, e a esposa dele, Talita de Lima Santiago, por improbidade administrativa(Veja o que é Aqui). Ambos tiveram os direitos políticos suspensos por três anos, deverão pagar multa civil em cinco vezes o valor da remuneração recebida à época (2011) e foram proibidos de contratar com o poder público por três anos.

A decisão, proferida na segunda-feira (09/07), teve a relatoria do desembargador Francisco de Assis Filgueira Mendes. Para o magistrado, “resta evidente a conduta ímproba praticada pela parte Raimundo Nonato Guimarães Maia, na medida em que nomeou a sua companheira para o cargo em comissão de Chefe de Gabinete, caracterizando o nepotismo direto”.

De acordo com o processo, a companheira ocupava o cargo de assessora de planejamento. Após termo de ajustamento de conduta, firmado junto ao Ministério Público do Ceará (MPCE), foi exonerada (29 de julho de 2011). Em 1º de agosto daquele ano, o então prefeito a nomeou como chefe de gabinete. Depois, ele encaminhou proposta de elevação da remuneração dos servidores, sendo que o cargo ocupado pela mulher recebeu o maior aumento (de 67%), passando de R$ 1.795,00 para R$ 3 mil.

O MPCE ajuizou, em fevereiro de 2012, ação civil pública contra o casal por improbidade administrativa. Na contestação, a defesa dos acusados argumentou que o novo cargo é de natureza política, não configurando o nepotismo.

Em junho de 2014, o Juízo da Comarca de Quixeré, distante 195 km de Fortaleza, determinou, liminarmente, o afastamento dela do cargo, bem como a vedação de nomeação para outro cargo comissionado na administração municipal.

No mesmo mês, a Justiça considerou que, por ser de natureza política, o referido cargo não contraria a Súmula Vinculante nº 13 (nepotismo) do Supremo Tribunal Federal (STF).

Pleiteando a reforma da sentença, o MPCE entrou com apelação (nº 0003287-32.2012.8.06.0155) no TJCE. Alegou que o casal praticou ato de improbidade administrativa e causou dano ao erário.

Ao julgar o caso, a 3ª Câmara de Direito Público condenou o ex-prefeito e a companheira, acompanhando o voto do relator. “Infere-se, ainda, que a Lei Municipal nº 005/2005, ao estabelecer o organograma funcional e hierárquico da Administração Direta, não estabelece equiparação entre o Chefe de Gabinete e os Secretários das diversas pastas, razão pela qual o presente caso não tem o beneplácito do entendimento do Supremo Tribunal Federal, notadamente no que diz respeito ao julgamento da Reclamação nº. 7834, de relatoria do em. Ministro Celso de Mello, o que justifica a reforma da sentença vergastada para reconhecer o ato ímprobo praticado pela parte recorrida: nepotismo direto”, argumentou o desembargador Filgueira Mendes.

Fonte: TJ-CE

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 20 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente nas Rádios Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e na Rádio Coqueiros FM -95,3 Mhz, no Programa HORA DA NOTÍCIA. Participo do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá AM de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário

Anuncie aqui!

Faculdades Uninta

Faculdades Uninta

Image and video hosting by TinyPic

Curta nossa página

Veja posts mais antigos

julho 2018
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Fale conosco

Hora certa

A voz de Sobral em Brasília

Deputado Federal Moses Rodrigues

Parceiros do Blog

Tel: (88) 3611-4536

MAIS DE 20 ANOS DE SUCESSO

Rua cel. Ernesto Deocleciano, 660 - centro - Sobral - ceará

Fone: (88)3613-2127



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Forronejo na Fm Paraíso