maio
6
2018

CEARÁ – PREOCUPANTE: Ceará tem 51 mortes por gripe em 2018; 21 delas por H1N1.

(Foto: Fabio Lima/O POVO)

Ceará tem 404 casos notificados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em todo o estado até esta sexta-feira (4). Em 2018, 51 pessoas morreram por Síndrome Respiratória Aguda Grave. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (4), pela Secretaria de Saúde do Estado.

O estado recebeu na última sexta (4) o quarto lote de vacinas contra a doença.

Do total de casos, 29,9% (121) foram causados pelo vírus influenza, 21,0% (85) são de SRAG não especificada, 2,4% (10) por outros vírus/agentes etiológicos e 46,5% (188) dos casos de SRAG encontram-se em investigação.

Do total de mortes, 51 foram causadas pelo vírus influenza (H1N1), duas por outros agentes etiológicos, oito não tiveram a etiologia especificada e 20 se encontram em investigação. Entre as mortes por influenza 57,1% ocorreram em pacientes do sexo feminino e 42,9% no sexo masculino.

O boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde mostra, ainda, que as faixas etárias mais afetadas são de 1 a 4 e de 60 anos e mais (mediana 26 anos), com 28,6% e 23,8% dos óbitos, respectivamente.

Os pacientes que evoluíram para óbito – entre os casos de influenza – eram residentes dos municípios de Aracati (1), Caucaia (1), Crateús (1), Eusébio (3), Fortaleza (9), Iracema (1), Maracanaú (1) Milhã (1), Paraipaba (1), São Gonçalo do Amarante 01) e Solonópole (1). Nenhum dos casos de óbito tinha histórico de vacina e 54,5% apresentavam fatores de risco.

Sintomas
Febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Em caso de apresentação desses sintomas, a orientação dos especialistas é procurar um médico ou um posto de saúde a mais rápido possível. Além disso, se o paciente apresentar frequência respiratória superior a 25 respirações por minuto, dores no peito, pressão baixa, dedos das mãos e dos pés arroxeados, confusão mental e sinais de desidratação, é sinal de agravamento do quadro clínico.

Prevenção
A orientação dos especialistas é a adoção de cuidados simples como medida de prevenção como lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar, não compartilhar objetos de uso pessoal, além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor, vermelhidão e endurecimento no local da injeção. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia relacionada a ovo de galinha e seus derivados. Também não é aconselhável tomar a vacina se estiver com algum quadro virótico, como a gripe, por exemplo.

(Via Mombaça online)

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 20 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente nas Rádios Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e na Rádio Coqueiros FM -95,3 Mhz, no Programa HORA DA NOTÍCIA. Participo do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá AM de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário

Anuncie aqui!

Faculdades Uninta

Faculdades Uninta

Image and video hosting by TinyPic

Curta nossa página

Veja posts mais antigos

Fale conosco

Hora certa

A voz de Sobral em Brasília

Deputado Federal Moses Rodrigues

Parceiros do Blog

Tel: (88) 3611-4536

MAIS DE 20 ANOS DE SUCESSO

Rua cel. Ernesto Deocleciano, 660 - centro - Sobral - ceará

Fone: (88)3613-2127



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


Forronejo na Fm Paraíso