jan
14
2018

CEARÁ – ITAREMA: Vereadores presos continuam recebendo seus salários normalmente.

Quando digo que se faz necessário uma revolução nas LEIS desse país, muitos até contestam, mas o que se ver são verdadeiros absurdos. Por exemplo, a situação da prisão dos Vereadores da cidade de ITAREMA(CE), que mesmo sem trabalhar, por impedimento da LEI, continuam recebendo seus salários normalmente. Veja a matéria publicada pelo Jornal Tribuna do Ceará. 
Vereadores de Itarema estão presos, desde junho de 2017, investigados em operação fantasma, e mesmo assim continuam recebendo os salários e benefícios de seus mandatos.
De acordo com o Ministério Público Estadual, a lei determina que os parlamentares recebam remuneração integral até o fim do julgamento, e caso sejam condenados terão de devolver o dinheiro recebido durante o período que estavam presos.
“Na minha opinião é um absurdo, porque isso não é o correto. Enquanto tem milhares de famílias passando necessidades, os vereadores estão presos e continuam recebendo o salário”, critica a moradora Maria Leonice, em entrevista à Rádio Jangadeiro FM.
O ex-vereador José Vilmar, que cumpriu mandato de 2004 a 2008, comentou que a Câmara Municipal poderia ter resolvido a situação expulsando os envolvidos, após deslizes gravíssimos. Dentre os 13 detidos, uma vereadora que pediu prisão domiciliar alegando precisar cuidar de um filho especial confirmou que todos estão recebendo salários normalmente.
A Câmara Municipal de Itarema está de recesso e só retomará as atividades no dia 2 de fevereiro.
Fonte: Tribuna do Ceará.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário