dez
17
2015

CEARÁ – Membros de grupo de extermínio são soltos em Fortaleza pela Justiça do Ceará.

a boa aabril
Três homens, réus condenados por homicídios, roubos, associação criminosa e sequestro, dois deles que participaram de um grupo de extermínio na Capital, deixaram o presídio por decisão judicial. Eles foram beneficiados com medidas socioeducativas para cumprir o restante das penas em regime domiciliar. Um deles teria rompido o equipamento de monitoramento.

Sílvio Pereira do Vale Silva, o ´Pé de Pato´, responde por diversos homicídios. Ele seria membro da “Companhia do Extermínio”, conforme denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE). O grupo, formado em sua maioria por policiais militares, teria cometido 20 assassinatos entre os anos de 2004 e 2007.

Em um dos crimes, o vendedor ambulante Lenimberg Rocha Clarindo, 25, foi morto com 15 tiros dentro de casa, no bairro Jardim Iracema, em julho de 2006. O assassinato seria para vingar a morte do cabo PM Claudionor Pereira da Silva, vítima de latrocínio. O vendedor foi confundido com um dos assaltantes que mataram o policial.

Em fevereiro de 2012, ´Pé de Pato´ foi condenado a 14 anos de prisão pela morte de Lenimberg. No entanto, em outubro do ano passado, o Poder Judiciário deferiu pedido de progressão de regime para o semiaberto em favor do homem. A alegação dada foi “a inexistência de vagas na estrutura emergencial do IPPOO II”.

A autorização fora dada com a condição de o apenado estar “sob acompanhamento do diretor prisional, mediante a via do monitoramento eletrônico”.

Relatório

Em setembro deste ano, antes de completar um ano da decisão judicial, foi enviado ofício à Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) “solicitando relatório de monitoração eletrônica para realização da liquidação da pena”. No entanto, foi descoberto que o homem havia rompido o acordo judicial: ´Pé de Pato´ já não estava mais utilizando a tornozeleira eletrônica. Em 10 de dezembro, o homem foi intimado pela Justiça a apresentar as justificativas do descumprimento dos deveres do monitoramento. Uma audiência de oitiva foi designada para amanhã (17), às 14h30.

Outro membro do mesmo grupo de extermínio, Rogério do Carmo Abreu também está à solta. O homem, que responde por homicídios, porte ilegal de arma e roubo, recebeu alvará de soltura em dezembro de 2013 e teve novo mandado de prisão expedido em julho deste ano.

Havia uma audiência de instrução acerca de um homicídio cometido em agosto de 2003 no bairro Vila Manuel Sátiro, na Capital, que Rogério fora intimado a comparecer. No entanto, o homem não cumpriu com a obrigação junto à Justiça. Ele sequer respondeu por escrito à acusação feita. O processo está arquivado até a “efetivação da prisão do acusado”.

Assaltante e sequestrador

Também beneficiado com a prisão domiciliar e agora monitorado eletronicamente por tornozeleira, está Francisco Márcio Teixeira Perdigão, criminoso interestadual tido como membro da quadrilha de Alexandre de Sousa Ribeiro, o ´Alex Gardenal´.

Respondendo na Justiça por associação criminosa, roubo e falsificação de documento público, o homem é apontado como sendo sequestrador e especialista em roubos a bancos. Ele escapou diversas vezes de unidades em que estava preso e foi condenado a 24 anos de reclusão.

Em junho de 2008, Francisco Márcio invadiu, com outros quatro homens do grupo de Alex Gardenal, uma escola no bairro Papicu, em Fortaleza, e sequestrou o filho de um empresário cearense. O adolescente passou cerca de 23 dias em cativeiro.

Em agosto de 2010, junto com outros cinco criminosos, escapou pela porta da frente do Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS), usando fardas da PM e de agentes prisionais. Entre idas e vindas, foi recapturado em 2014, dirigindo um veículo Chevrolet Celta e utilizando documento de identificação falso.

Desta vez, no último mês de novembro, Francisco Márcio teve concedido pedido de autorização para prisão domiciliar, sob a justificativa de realizar trabalho externo, também monitorado por tornozeleira eletrônica.

No entanto, Francisco Márcio não deverá trabalhar até o próximo dia 23. Ele foi autorizado judicialmente no começo deste mês de dezembro a retirar os documentos oficiais de CPF e CTPS, permanecendo em casa, sem obrigações trabalhistas. Também está em avaliação a autorização para o homem realizar a retirada de habilitação para dirigir veículos automotores.

Acerca da situação dos três homens, a Secretaria da Justiça (Sejus) informou que “Sílvio Pereira e Francisco Márcio Perdigão estão em prisão domiciliar e Rogério Abreu está liberto”.

A reportagem tentou contato, sem sucesso, com os advogados dos réus. Sílvio Vieira, que representa a defesa de ´Pé de Pato´, atendeu as ligações, no começo da tarde de ontem.

O advogado afirmou que estava em uma audiência de custódia, representando outro cliente, e solicitou que a ligação fosse retornada posteriormente. No fim da tarde, no entanto, após novo contato, as ligações não foram atendidas.

Fonte: Via site Miséria.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário

Anuncie aqui!

Image and video hosting by TinyPic

Curta nossa página

Veja posts mais antigos

dezembro 2015
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Fale conosco

Hora certa

A voz de Sobral em Brasília

Deputado Federal Moses Rodrigues

Parceiros do Blog

Tel: (88) 3611-4536

MAIS DE 20 ANOS DE SUCESSO

Rua cel. Ernesto Deocleciano, 660 - centro - Sobral - ceará

Fone: (88)3613-2127

Forronejo na Fm Paraíso