maio
22
2012

Cachoeira não abriu a boca em depoimento na CPMI.

O silêncio ocorrido na tarde de terça feira(22) pelo contraventor Carlinhos Cachoeira na CPMI, tem um propósito bem definido por seu advogado, o ex-ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos.

Bastos diz que dentro de duas semanas deverá ser analisado um pedido de nulidade do processo contra Cachoeira na Justiça.

Até lá, avalia o ex-ministro, qualquer declaração de seu cliente pode prejudicar sua estratégia de defesa.

No começo de seu depoimento, Cachoeira chegou a prometer falar muito depois da decisão da Justiça sobre o pedido de anulação.

(poder online)

Fonte: Sobral Agora.

About the Author: Bené Fernandes

Radialista com mais de 25 anos de militância em Sobral(CE), e agora Jornalista Profissional, Registro- 01657 MTb - datado de 23/12/2004. Trabalha atualmente na Rádio Paraíso FM-101,1 Mhz, com o Programa FORRONEJO e em 2018 estreamos com o Programa A HORA DA NOTÍCIA, a partir das 12 hs. Participo ainda do Programa Alô Alô Zona Norte na Rádio Tupinambá de Sobral, com o quadro "moendo a notícia", onde faço comentários sobre os principais fatos da nossa política.

Deixe um comentário